STR

STR

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Biomaster SW 5000 XG JAPAN vs MALAYSIA.


Boas Predadores
Aqui está a nova aquisição para a temporada que se avizinha.
Biomaster SW 5000 XG espero que seja um carreto que me dê muitas alegrias.
No entanto tem uma particularidade para mim, visto que todos os carretos que adquiri até agora  foram fabricados made in JAPAN ao contrario deste made in MALAYSIA.
É aqui que se encontra a minha grande dúvida e razão desta publicação.
Aos leitores que tenham em atenção este pormenor de fabrico relativamente a carretos agradecia a todos que podessem deixar aqui umas observações.
Tanto para mim um novato em carretos mas in malasia como para todos os leitores.
Um abraço a todos e votos de boas capturas assim que as condições derem tréguas. 

27 comentários:

  1. Boas Bruno!
    Teria obrigação de ser uma maquina...
    Eu tenho um technium desses da malasia e volta e meia sofre do estomago "sinto o carreto com folgas no seu interior" Também tenho um stradic, esse então só apetece é bater com ele no chão.... Claro que um biomaster é outra coisa, mas Shimano para mim no que diz respeito a carretos não vai fazer parte das minhas aquisições futuras...
    Um abraço e força aí.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Pedro
      Realmente vamos lá ver no que dá. Pelo preço espero ter um carreto para levar aos limites mas vamos lá ver.
      Um abraço amigo

      Eliminar
  2. Boas Bruno
    olha eu tenho agora o novo certate 3012h made japan ,vamos ver, pois todos os que tenho desde daiwas, ryobis ,shimano twin powers todos japan ,exceto um daiwa legalis china mas tb nunca deu problemas.Sorte e SAUDE.

    ResponderEliminar
  3. Boas Nuno
    Já vi que malasia não faz parte o teu lote...
    Estou com um bocado de receio no entanto carga com ele a ver no que dá.
    ABRAÇO

    ResponderEliminar
  4. Boas Nuno,

    Andava indeciso entre o Biomaster 5000SW-XG ou o Saragosa 5000SW e quando vi que o biomaster era feito na Malásia nem hesitei.Optei pelo Saragosa, ficou-me mais barato uns largos euros.
    Boa sorte com a máquina.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João.
      Afinal o meu receio parece cada vez mais se confirmar .
      No entanto tenho de me render á minha falta de atenção nesse pormenor.
      A ver no que dá. Caso tenha pouca sorte com o carreto tudo será divulgado entre blogs e facebocks ;)
      Abraço e obrigado pela partilha.

      Eliminar
    2. Atenção que o Saragosa também é Made in Malaysia.
      Nem tudo o que é feito na Malaysia tem de ser mau, um carreto de gama média-alta, pelo preço que custa não pode durar um ano nem dois.
      Não sei quando ao biomaste(mas acredito que tb seja), mas o saragosa tem uma garantia de 10 anos.
      É preciso é testar a máquina ;)
      Abraço

      Eliminar
    3. Só mais um aparte, o antigo Saragosa também era Made in Malaysia, e foi o sucesso que foi ;)
      Apenas escolhi pela diferença de preços.

      Eliminar
    4. O Saragosa tem garantia de 10 anos ?

      Taz com febre meu... hehehehehe

      Eliminar
    5. Para mim é vitalícia até, posso levar o carreto as vezes que quiser.
      Mas deixo-te aqui o unboxing de um.
      http://www.youtube.com/watch?v=FUAKKd5b6o8

      Eliminar
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    7. Confirma-se, tem 10 anos de garantia.
      Master, deves estar engripado ou mal informado. ahahhaha

      Eliminar
    8. He he. Caro Matos a garantia de dez anos não se deve enquadrar com o milhões de kilometros que por estas zonas os carrectos percorrem. No entanto!!!!
      Abraço

      Eliminar
  5. Grande João.
    A ver vamos no que vai dar, apesar de ter ficado um pouco mais optimista ;).
    No entanto é o meu maior investimento a nivel de carretos daí esperar bons resultados.
    Vou ter em atenção a manutenção do mesmo e esperar pelos resultados.
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Olá Bruno,

    Levantas aqui um belo problema que andava escondido da maior parte da malta. De facto a Shimano tem vindo a introduzir os carretos made in Malásia no mercado. Se de inicio era apenas carretos de gama baixa neste momento só o Stella, o Twinpower e penso o vanquish são made in japan, o resto tem tudo origem nas produções da shimano na Malásia.

    Pessoalmente sou adepto do made in Japan, não fosse o Japão o líder mundial em controlo de qualidade, no entanto existem boas fábricas de marcas japonesas com bom controlo de qualidade "tipo" japonês fora do japão, mas só o tempo dirá se estamos só perante uma questão de apenas custos de mão de obra na montagem ou se a mudança para a Malásia abrange algo mais profundo e entra mesmo na mecânica dos materiais, só o tempo o dirá!

    Para já sei que os sustain têm dado pequenos problemas mas antes de nos pormos a inventar não nos podemos nunca esquecer de um pequeno pormenor:

    Os produtos da shimano, da daiwa ou de qualquer outra marca de carretos têm uma garantia de 2 a 3 anos, por isso testem bem e caso surjam problemas não toquem nos carretos nem se ponham a inventar, enviem à marca e reclamem, reclamem com força e por escrito, entreguem os produtos na loja e escrevam às marcas se não estiverem contentes, só assim com um comportamento pro-activo podemos por todos em sentido mostrando que os consumidores estão atentos!

    Sei que é importante sabermos cuidar do nosso material, no caos dos carretos não devemos inventar, meter oleo como manda o manual além de lavar e limpar depois de cada jornada junto ao mar, dentro da garantia não inventes com mecânicos de ocasião, nem toques no carreto, envia o carreto à shimano sempre que tiveres problemas, é o melhor a fazer!

    Um abraço e boa sorte com a máquina, que reboque muita tarolada!

    ResponderEliminar
  7. Caro Armando
    Antes demais grato pela elaboração e riqueza deste comentário.
    Realmente a questão pode mesmo passar por uma perda de qualidade da marca shimano, o que não quero e espero não acreditar. Até aqui e em apenas quatro anos de pesca este é o meu quarto carreto da shimano onde espero não me desiludir.
    Relativamente ao não mexer no carreto tenho por norma fazer duas ou três pescarias e leva-lo logo á revisão. Sendo assim na realidade não sei que fazer neste caso. Até porque tenho a sensação que apesar da suavidade do carreto, este parece-me que lhe falta alguma lubrificação interior e com isto muito possivelmente irei mais rapidamente ter problemas.
    Com calma e uns bons testes logo se verá.
    Um obrigado e bons disparos assim que este tempo deixar.
    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Hola Bruno .
    Eu tamen merquei dous carretes made in Malasia, son o ultegra xsb de shimano. Surfcasting, e a verdade e que tras dous anos de uso notarse unha pequena holgura entre a maneta e o piñón interior... Algo que me mosquea. Haber en que acaban.
    Decir que o mantemento vai polo manual e tras cada saida pasan por auga doce.
    Un saudo dende Galicia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas espasante
      É verdade que tudo vai depender se fazemos muitas noites de pesca e daí o carreto trabalha muitas e muitas horas. Este biomaster vai-lhe calhar muitas horas de uso de certeza.
      Logo verei o comportamento do carreto.
      Quem sabe um dia este biomaster não irá até á Galicia ;)
      Já vi que capturas uns bons robalos toca a colocar no teu blog.
      Abraço e obrigado pela participação nesta questão,

      Eliminar
  9. Boas master,

    muito sinceramente, nunca liguei a esse aspecto e nunca tive problemas com os meus carretos... até agora... talvez tenha tido sorte ou talvez seja porque tenha cuidado com eles... não sei. O que sei é que não tenho tido problemas...

    Grd abr

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Big Matos.
      Obrigado pelas palavras. Á medida que se vai desenrolando o tema parece que vou perdendo o algum receio que tinha em relação à produção na ( MALASIA).
      Grande abraço e votos de melhorias deste tempo que nunca mais nos deixa lá ir.

      Eliminar
    2. Boas Bruno , olha tenho um tp 5000sw made in japan ,tenho um daiwa caldia 3500 made in japan para spining e tenho um stradic 10000 cfc para buldo made in malasya ,para buldo já tive varios carretos da shimano só até á gama dos tp 6000 para mim tem uma vantagem os carretos de gama media eu abro os carretos limpo e lubrifico os meus carretos excepto o tp 5000 sw esse até tenho medo de lhe mexer é so rolamentos por todo o lado eu também acho que a shimano tem andado a perder alguma qualidade ,e outra coisa que eu não entendo é carretos só com uma bobine principalmente os topos de gama custam uma pipa de massa e depois gastas outra pipa de massa para comprares outra bobine ,em relação aos carretos serem feitos na malasya é por causa da mão de obra mais barata mas segundo sei o controle de qualidade é feito á posterioria no japão ,boa srte com a máquina ,isso quer é robalos depois até te esqueçes onde o carreto é feito. abraço...

      Eliminar
    3. Boas Osvaldo
      Ainda me estou a rir da parte final do teu comentário ( isso quer é robalos).
      Sem dúdiva alguma a questão de ter só uma bobine, realmente lamentável.
      Sendo o controle de qualidade feito antecipadamente no japan já me agrada mais a cena, no entanto como bem o dizes.... Ele quer é robalos!!!
      Abraço

      Eliminar
  10. Bruno tenho 2 twin power,s 5000(um FB e outro FC), o FB é made in malasia nunca avariou,o FC é made in japan no primeiro mês de uso as molas e as esferas do anti reverso oxidaram todas e o carreto ficou impraticavel,a muito custo a shimano considerou garantia e trocou-me o componente sem custos(enviou para a loja e eu troquei)...conclusão se eu fosse a ligar ao país de fabrico do japão não queria mais nenhum carreto,entendes onde quero chegar....e deixei de usar o FC(está de reserva) e passei a usar novamente o FB(mais velinho mas está ainda uma "máquina" já lá vão 5 anos com ele...e made in malásia)...espero ter ajudado,grande abraço

    ResponderEliminar
  11. Bruno tenho 2 twin power,s 5000(um FB e outro FC), o FB é made in malasia nunca avariou,o FC é made in japan no primeiro mês de uso as molas e as esferas do anti reverso oxidaram todas e o carreto ficou impraticavel,a muito custo a shimano considerou garantia e trocou-me o componente sem custos(enviou para a loja e eu troquei)...conclusão se eu fosse a ligar ao país de fabrico do japão não queria mais nenhum carreto,entendes onde quero chegar....e deixei de usar o FC(está de reserva) e passei a usar novamente o FB(mais velinho mas está ainda uma "máquina" já lá vão 5 anos com ele...e made in malásia)...espero ter ajudado,grande abraço

    ResponderEliminar
  12. Boas Rui.
    Na realidade até ao momento não tive problemas. No entanto o carrecto também já está com a revisão feita onde levou dois rolamentos novos,,,,, é dos tais em que as marcas deviam colocar os rolamentos de quallidade em vez de rolamentos que mais parecem plastico. Todos os meus carrectos levam esta revisão onde são alterados os ditos 1 ou 2 rolamentos. No entanto obrigado pelo comentário, Sempre bom trocar ideias.
    Abraço

    ResponderEliminar
  13. boas, qual a diferença entre o biomaster c5000fl e o sw 5000?

    ResponderEliminar
  14. Boas caro Anónimo,
    O biomaster que falas penso que seja o C5000 FB, pois não conheço a versão FL.
    Sendo o FB, a principal diferença vai na menor recuperação que tem comparativamente ao
    SW. Um segundo factor tem a ver com o facto do SW levar um tratamento anticorrusão o que torna um carreto mais carito.
    Num modo geral acho uma diferença brutal ao nivel da recuperação.
    Abraço

    ResponderEliminar